Assinatura solar promete economia de 10% a 15% na conta de luz

A assinatura solar promete economia de 10% a 15% na conta de luz e já soma mais de 5.000 consumidores no país

A assinatura solar está crescendo em popularidade no país e pode gerar economia na energia elétrica contas de até 15%. A modalidade dispensa investimentos e está isenta das bandeiras tarifárias da Aneels.

Anuncios

Com a conta de luz cara ativada desde 2021 e a bandeira de falta de água em vigor até o início deste ano devido à grande estiagem, Fredy Rodrigues, empresário e dono de duas padarias em Santos no litoral paulista, buscava uma forma de reduzir seu consumo de energia no ano passado. Rodrigues lembra que já foram feitos orçamentos para instalar painéis solares no telhado, mas o imóvel não é próprio e o investimento seria muito alto, então descobriu a assinatura solar que prometia economia na conta de luz de até 15%.

 

Empresário explica economia na conta de luz usando energia solar

Diante de pressões de preços de pão e aluguel relacionadas à inflação e queda de receita com o fechamento de prédios comerciais e universidades devido à pandemia, o executivo aprendeu sobre assinatura solar potência . Rodrigues diz que o serviço economiza em média 12% na conta de luz por mês.

A conta de luz de uma padaria pode variar de R$ 12.000 a R$ 20.000 por mês e no verão todos os condicionadores de ar têm que estar ligados, no inverno o forno funciona mais, então consome muita energia. . O empresário conta que com a economia de 10 a 15% gerada pela assinatura do serviço de energia solar, são gastos R$ 2.000 a menos por mês.

Anuncios

Brasil se torna solar na assinatura outros países

Anualmente são aproximadamente R$48.000 de economia na conta Light com energia sustentável e limpa. O empresário afirma já ter procurado o departamento de marketing da empresa para este anúncio porque a padaria fica no meio de três universidades e os alunos têm uma visão diferente dela.

O modelo de comunidade solar começou na Alemanha e depois se espalhou para o resto da Europa e Estados Unidos. Baseava-se em cooperativas, ou consórcios de consumidores, que em conjunto tornavam lucrativa a instalação de pequenas usinas, compartilhando a energia produzida, embora distante do ponto de consumo. Por isso, algumas empresas viram na mudança regulatória uma oportunidade de oferecer um novo serviço no Brasil: a assinatura solar.

Como funciona a energia solar por assinatura?

Foi o caso, por exemplo, da Sun Mobi, que foi fundada em 2016 para atuar nesse setor e hoje atende cerca de 300 clientes em 27 cidades do estado de SP. De acordo com um dos sócios da empresa, Alexandre Bueno, surgiu a oportunidade de colocar o parque solar em uma área, gerar energia sustentável para a distribuidora e vendê-la na forma de créditos que podem ser deduzidos de qualquer conta de luz enquanto estiver no mesma área de concessão da distribuidora.

Como funciona a energia solar por assinatura?
Por exemplo, uma casa que consome em média 200 quilowatts-hora por mês nas concessões da Cemig, distribuidora que atua em Minas Gerais, compra créditos de uma empresa de energia solar assinante que também está no espaço de distribuição.

Assinatura solar promete economia
Assinatura solar promete economia
FONTE GOOGLE

Energia limpa

A empresa contratante alimenta a energia solar gerada na rede e os créditos são deduzidos da tarifa do consumidor, resultando em economia na conta de luz. Com essa modalidade, o consumidor fica isento da rotulagem tarifária, benefício introduzido pela Aneel para estimular a produção de energia limpa próximo aos pontos de consumo.

 

Veja mais artigos como esse:

You May Also Like