Auxílio Emergencial: Consulta das 5 parcelas com CPF

Auxílio Emergencial: Consulta das 5 parcelas com CPF
O site de assessoria Dataprev continua aberto para pais solteiros que são chefes de família verificarem seu direito à taxa retrospectiva do auxílio emergencial

O site de consulta Dataprev continua aberto a cidadãos e cidadãs para verificarem seu direito ao pagamento adicional do auxílio emergencial.

Anuncios

primeiro pagamento adicional

O governo federal liberou o primeiro pagamento adicional no início do ano. Cerca de 823.400 cidadãos foram planejados na época. No entanto, segundo a Secretaria de Cidadania, a expectativa é que sejam registrados mais de 1,2 milhão. Portanto, cerca de 450.000 cidadãos ainda precisam receber seus atrasados.

Como resultado, foi elaborada uma medida preliminar para efetuar os novos pagamentos em maio. Veja abaixo como acessar o benefício pela web.

Como verificar o direito ao benefício

Aconselhamento Pós-Emergência da Dataprev
Para verificar se você tem direito ao benefício, o cidadão deve acessar o portal Dataprev. Veja os seguintes passos:

Anuncios

No início do ano, o governo federal aprovou o primeiro pagamento atrasado. Cerca de 823.400 cidadãos foram planejados na época. No entanto, segundo a Secretaria de Cidadania, a expectativa é que sejam registrados mais de 1,2 milhão. Portanto, cerca de 450.000 cidadãos ainda precisam receber seus atrasados.

Como resultado, foi elaborada uma medida preliminar para efetuar os novos pagamentos em maio. Veja abaixo como visualizar o benefício online.

Veja os seguintes passos:

Aconselhamento Pós-Emergência da Dataprev
Para verificar se você tem direito ao benefício, o cidadão deve acessar o portal Dataprev.

Selecione reCAPTCHA para provar que você é humano;
Clique em ENVIAR.
A plataforma também permite acompanhar todos os detalhes do pedido como: B. Resultados, entrada e envio de dados da Caixa para a Dataprev e vice-versa.
Como são cinco parcelas no valor de R$ 600, os pais solteiros também podem receber uma parcela única de até R$ 3.000, dependendo do período/mês, que foi incluído no programa emergencial. Experimente:

Quanto devo receber?

Quem recebeu as cinco parcelas ganha: R$ 3.000;
Quem começou a receber o benefício em maio ganha: R$ 2.400;
Quem começou a receber o benefício em junho ganha: R$ 1.800;
Quem começou a receber o benefício em junho passou a receber o benefício em julho ganha: R$ 1.200;
Quem só recebeu no mês de agosto ganha: R$ 600.

Quem recebe os novos pagamentos?
As novas tarifas serão concedidas a prestadores do sexo masculino cadastrados no CadÚnico até 2 de abril de 2020. Além disso, é necessário ter se cadastrado no programa via plataformas digitais até 2 de julho de 2020, prazo de inscrição do auxílio emergencial.
Lembre-se que os pais do grupo Extracard – formado por cidadãos que se inscreveram no programa pelos canais digitais – receberam o benefício em janeiro. Nesse sentido, resta incluir aqueles que participaram do programa por meio do CadÚnico e do Bolsa Família (atual Auxílio Brasil).

analisando as condições de pagamento com base no perfil

No entanto, o Ministério da Cidadania continuará analisando as condições de pagamento com base no perfil do grupo beneficiário. Na prática, a pasta verifica:

Se o pai solteiro está registrado como familiar responsável;
Se recebeu cota simples do auxílio emergencial entre abril e agosto de 2020;
Se sim, não cônjuge ou companheiro(a); e
Se houver pelo menos uma pessoa na família com menos de 18 anos.

 

Veja mais artigos como esse:

You May Also Like