bilhões esquecidos no FGTS e PIS e Pasep saiba se você tem direito

bilhões esquecidos no FGTS e PIS e Pasep O PIS/Pasep (Programa de Inclusão Social e Riqueza do Serviço Público) e o FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) trabalhadores. Muitos podem sacar uma boa quantia.

Bônus Salário Ano Base 2020

Anuncios

O Bônus Salário PIS/PASEP ano base 2020 foi liberado e ainda não foi sacado para mais de meio milhão de trabalhadores. Os pagamentos começaram no início de fevereiro e os trabalhadores têm até 29 de dezembro deste ano para se  cadastrar.

bilhões esquecidos no FGTS e PIS e Pasep

Segundo a Secretaria do Trabalho e Previdência Social, 561.073 trabalhadores ainda não sacaram o dinheiro do esquema, totalizando R$ 523,2 milhões .

No PIS, ainda não foram sacados 157.575 abonos de PIS totalizando R$ 133,4 milhões. O restante, 403.498 certificados do Pasep, totaliza R$ 389,8 milhões.

Anuncios

bilhões esquecidos no FGTS e PIS e Pasep

Para quem não sabe, o PIS é pago aos trabalhadores com carteira assinada no setor privado e é custeado pela Caixa Econômica Federal. O PASEP é para servidores públicos e tem pagamentos por meio do Banco do Brasil.

Veja abaixo como saber se tem direito, como consultar o valor e como sacar.

bilhões esquecidos no FGTS e PIS e Pasep

O trabalhador privado Você pode conferir o benefício pelo aplicativo Caixa Trabalhador e Caixa Tem. Já o diretor pode consultar as informações por meio da Central de Atendimento BB (4004-0001, Capitais e Regiões Metropolitanas, ou 0800 729 0001, Interior).

Em ambos os casos, porém, é possível para fazer uma solicitação pelo telefone 158 ou pelo cartão de trabalho digital. Assista o passo a passo:

Baixe o aplicativo Cartão de Trabalho Digital;
Acesse a plataforma com seu CPF e senha do gov.br;
Clique ao entrar na página inicial dos benefícios;
Próximo, selecione Abono Salarial e analise as informações disponíveis.
Cotas do Fundo PIS/Pasep

bilhões esquecidos no FGTS e PIS e Pasep

Mais de 10 milhões de trabalhadores que trabalharam com carteira assinada entre 1970 e 1988 são elegíveis às cotas do Fundo PIS/Pasep. Um valor superior a R$ 23 bilhões aguarda saque.

Vale ressaltar que as odd não estão relacionadas ao pagamento do Abono Salarial PIS/Pasep que é liberado anualmente. O benefício em questão é pago uma vez na vida ao empregado, se for elegível.

É importante notar, no entanto, que com o falecimento do empregado, o direito passa para seus herdeiros ou dependentes. O prazo de revogação termina em 1º de junho de 2025, não havendo novas opções de revogação.

bilhões esquecidos no FGTS e PIS e Pasep

Revogação de cotas pelo titular
Se o interessado for o empregado, basta realizar a revogação. Documente os funcionários com foto e solicite informações sobre as cotas do PIS/Pasep. O procedimento deve ser realizado em agência da Caixa.

Retirada da cota pelos herdeiros

Para ter direito ao benefício, o empregado deve atender aos seguintes requisitos:

ser inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos;
receber salário médio mensal de até dois salários mínimos desde o ano-base 2019;
No ano-base 2019, você realizou trabalho remunerado por pelo menos 30 dias consecutivos ou não consecutivos;
Ter os dados atualizados no Relatório Anual de Informações Sociais (RAIS)/eSocial.
O empregado pode utilizar o PIS/Pasep atrasado em um dos órgãos do Ministério do Trabalho e Previdência Social. Além deste meio, existem outras formas, como:

bilhões esquecidos no FGTS e PIS e Pasep

Através da Sede Alô Trabalhador, pelo telefone 158;
Enviando um e-mail para o endereço uf@economia.gov .br , substituindo o letras uf com a sigla do estado em que reside;
Através do aplicativo Carteira de Trabalho Digital (CTPS); ou
Através do portal Gov.br.
A consulta pode ser realizada pelo aplicativo Cartão de Trabalho Digital (CTPS). É possível saber o valor a ser pago, a data permitida para o saque e o banco que intermedia o recebimento do benefício.

No entanto, é importante observar que essas informações também podem ser acessadas através da conta Gov.br.

Baixe o aplicativo;
Abra o aplicativo e insira seu CPF na área de login
Digite o sua senha do Gov.br;
Após digitá-la, basta ir até o canto superior da tela onde estão os dados do PIS;
No mesmo aplicativo existe a opção de tirar dúvidas.
Vale ressaltar que será necessária uma conta no Gov.br. Se você ainda não possui uma conta, basta se cadastrar fornecendo seu nome completo, data de nascimento, endereço de e-mail e número do CPF. A solicitação de PIS do CPF também pode ser feita pela Central de Atendimento, discando 158.

bilhões esquecidos no FGTS e PIS e Pasep

Valores Esquecidos no FGTS
A Caixa Econômica Federal anunciou que mais de 90.000 contas inativas do FGTS (Fund Service Time Guarantee) possuem valores resgatáveis. Vale ressaltar que as contas inativas são aquelas em que o contrato de trabalho do cidadão já foi rescindido.

Dessa forma, os recursos nele armazenados podem ser sacados caso o empregado não tenha trabalhado com carteira assinada por, digamos, três anos. No entanto, se o empregado não devolver os valores após a demissão e encontrar trabalho formal, terá que aguardar outra situação prevista em lei para ter acesso ao dinheiro.

bilhões esquecidos no FGTS e PIS e Pasep

A consulta também pode ser realizada através do Aplicativo do FGTS, via site do FGTS e Caixa Internet Banking. No entanto, para poder sacar o FGTS durante o desemprego, o trabalhador deve se dirigir a uma agência da Caixa no mês em que for aniversariante, munido dos seguintes documentos:

Carteira de trabalho como comprovante de desligamento nos três últimos anos ininterruptos;
Identificação oficial com foto; e
Número de inscrição PIS/Pasep/NIS
O empregado pode sacar o fundo de garantia na agência da instituição financeira. Você também pode baixar o aplicativo do FGTS no seu celular para consultar o valor liberado para resgate. O proprietário pode criar sua própria conta na plataforma para transferir os valores.

 

Veja mais artigos como esse:

You May Also Like