Câmara dos Deputados aprova novo salário mínimo: CONFIRA!

Câmara dos Deputados aprova novo salário mínimo Experimente

Na última terça-feira (24) a Medida Provisória (MP) 1091/21 foi aprovada pela Câmara dos Deputados, que fixou o valor de R$ 1.212,00 para o mínimo salário em 2022 determina. Agora a medida está sendo analisada pelo Senado.

Anuncios

Correção monetária
O novo valor do piso salarial leva em consideração a correção monetária feita com base no Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) de janeiro a novembro de 2021 e a inflação foi projetada para o mesmo ano, previsão do departamento técnico do Ministério da Economia. Portanto, o valor diário do salário mínimo é de R$ 40,40 e o valor da hora é de R$ 5,51.

Salário mínimo não deve ser inferior à inflação

De acordo com a Constituição Federal, o reajuste do salário mínimo não deve ser inferior à inflação acumulada do ano anterior. Para isso, é utilizado o INPC, que auxilia no cálculo e evita prejuízos financeiros para os brasileiros.

Até 2021, o salário mínimo era de R$ 1.100,00, então o aumento é de 10,18%. Desde que não sejam inferiores ao salário mínimo nacional, os estados também podem introduzir salários mínimos e pisos salariais por categoria acima do valor estabelecido pelo governo federal.

Anuncios

Deputado Greyce Elias (Avante-MG), relator do medida, recomendada, rejeitando 11 emendas propostas na Câmara, mas manteve integralmente o texto emitido pelo Executivo em janeiro de 2022.

Câmara dos Deputados aprova
Câmara dos Deputados aprova
FONTE GOOGLE

Impacto do reajuste

Além do reajuste do piso para os trabalhadores ativos, há também o reajuste do piso dos benefícios pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), que inclui também a Caixa Contínua Benefício (BPC) e Seguro – Desemprego.

O governo federal, ao introduzir o novo salário mínimo por decreto em janeiro, estimou que para cada R$ 1,00 de aumento do piso nacional, um aumento médio de R$ 364,8 milhões em 2022 é o gasto com benefícios previdenciários, auxílios e seguro desemprego e BPC.

 

Veja mais artigos como esse sobre Câmara dos Deputados aprova:

You May Also Like