Conheça 10 negócios inspirados nos dias das mães

Conheça 10 negócios inspirados nos dias das mães.

A chegada de um filho provoca muitas mudanças na vida de uma pessoa. Isso porque os pequenos têm necessidades diferentes dos adultos que os procuram após o nascimento.

Anuncios

No entanto, esses requisitos também se tornam oportunidades de negócios. O Dia das Mães é comemorado neste domingo (08/05), mas a PEGN já saiu para inspirar sua veia empreendedora. Abaixo, conheça a história de 10 empresas que surgiram depois que as mulheres vivenciaram a maternidade.

Conheça 10 negócios inspirados nos dias das mães

Vamos dormir

Uma noite, Veronica Astrin encontrou sua filha (na época com apenas quatro meses) de bruços durante estava dormindo. Ela estava com o rosto no travesseiro, e isso é muito perigoso para os bebês, ela diz. Um dos riscos é a síndrome da morte súbita, em que os bebês são encontrados sem vida no berço sem motivo aparente.

Anuncios

Para resolver seu próprio problema e o de outras famílias, ela desenvolveu um dispositivo vestível que evita que as crianças se deitem no berço.

Conheça 10 negócios inspirados nos dias das mães

Trazido a você pela empresa Letsleep, o body possui um acessório removível (feito de isopor) no bolso frontal que funciona como uma barreira quando os bebês tentam rolar. O produto é comercializado via e-commerce desde agosto de 2021 e deve gerar vendas de R$ 600 mil em seu primeiro ano de operação.

B2Mamy

Quando a empresária Dani Junco engravidou, descobriu um mundo que não conhecia – um mundo que exclui as mulheres após a gravidez – e escreveu uma nova página em sua carreira. Ela é fundadora do B2Mamy, um centro de inovação e aceleração de projetos criados por mães e mulheres. A startup já treinou mais de 50 mil pessoas desde 2016 e tem como objetivo conectar e capacitar quem quer entrar no ambiente de inovação e tecnologia.

Conheça 10 negócios inspirados nos dias das mães

Lenick

Arlene Loren sempre optou por roupas em tons neutros . Quando se tornou mãe em 2018, quis seguir a mesma ideia na hora de vestir o filho. No entanto, ela não esperava que encontrar opções no mercado fosse tão difícil: ela só encontrou peças coloridas para crianças. Pensando que outras pessoas poderiam ter o mesmo problema, a paulistana resolveu abrir a Lenick, um e-commerce de roupas infantis minimalistas.

A marca fez tanto sucesso que a empresa foi rapidamente procurada por pessoas interessadas em revender as roupas. Já vi muitas mães que estavam na mesma situação que eu e buscavam uma fonte de renda que lhes permitisse passar mais tempo com os filhos, conta Loren. Ela então desenvolveu um sistema especial para revendedores

Conheça 10 negócios inspirados nos dias das mães

Gira Girafa

Depois de ser mãe, Tanise Figueira logo se tornou consumidora de brechós infantis. Porém, morando em Guaíba, no Rio Grande do Sul, não encontrava opções de que gostasse e ia a Porto Alegre a cada dois meses para fazer compras. Sempre gostei de roupas boas e lá consegui peças importadas com preços mais baixos, conta.

Figueira viu espaço para tal negócio em sua cidade e fundou a Gira Girafa, uma loja infantil e brechó. A pandemia do novo coronavírus não teve um grande impacto nas vendas da empresa. A razão, diz Figueira, é que as crianças estavam sempre nascendo, crescendo e precisando de roupas. A estratégia para dar continuidade às operações foi fazer com que os vendedores trabalhassem pelo WhatsApp e Instagram.

Conheça 10 negócios inspirados nos dias das mães

M Academia

Quando Mariana Bicalho, mineira, engravidou do primeiro filho, em 2010, teve muitas Dúvidas na Maternidade. A solução, que a mãe de primeira viagem achou mais tranquilizadora naquele momento, foi se conectar com outras mulheres que passavam pela mesma situação. Foi quando ela decidiu iniciar um grupo no Facebook chamado Mommys. Em 2017, Bicalho foi um dos brasileiros selecionados pela rede social de Mark Zuckerberg para fazer parte do programa Community Leadership e recebeu mentoria e investimento para tornar a comunidade ainda mais sustentável.

Mommys começou a realizar reuniões mensais de networking entre os empresários do grupo. Na pandemia, ao acompanhar de perto o medo dessas empresárias de perder o negócio, Bicalho resolveu tirar uma nova ideia do papel. Foi aí que nasceu a M Academia, uma startup focada na formação de mulheres empreendedoras.

Conheça 10 negócios inspirados nos dias das mães

Era para ser um projeto presencial, mas diante do desespero dessas mulheres, resolvi fazer reuniões no ambiente online, conta Bicalho.

Livros para crianças

Os livros sempre fizeram parte da vida de Vanessa Pfeils, nascida no Complexo da Maré, Rio de Janeiro. Hoje, o empresário mora em Edingen-Neckarhausen, na Alemanha, e é dono da Livros for Kids, empresa que vende literatura em língua portuguesa na Europa e em países como México, Austrália, Japão, Canadá, Cingapura e Estados Unidos. A empresa foi fundada para ajudar o filho de Pfeils a aprender português e já vendeu mais de 250.000 livros infantis.

Conheça 10 negócios inspirados nos dias das mães

A empresa trabalha exclusivamente com várias editoras brasileiras, desde grandes como Maurício de Souza Produções até selos menores que apoiam mulheres e minorias. 30.000 unidades. Eles serão então distribuídos para os países onde temos escritórios, diz Pfeil.

Durante a quarentena em março de 2020, Mayra Silva e Daniela Wray não puderam se encontrar. Foi quando Silva, que é formada em gastronomia, resolveu fazer um mimo e deixou um pãozinho em formato de animal para as filhas das amigas em sua casa.

Conheça 10 negócios inspirados nos dias das mães

Ela sempre fazia refeições para as crianças e, quando vi o produto pessoalmente, pensei que poderia ser uma marca, diz Wray. Os pãezinhos eram orgânicos e coloridos – cada cor representa o vegetal utilizado no sabor.

Foi então que os amigos decidiram iniciar um negócio com a Bambin Bistrot, uma empresa de alimentos infantis e orgânicos. Além de oferecer ingredientes saudáveis, os parceiros contam com formatos lúdicos que atraem a atenção das crianças. Em 2021, a empresa, cujo principal produto são os bisnagas orgânicos, faturou R$ 68 mil.

Conheça 10 negócios inspirados nos dias das mães

No primeiro ano de vida de uma criança, muitos pais gostam de comemorar o aniversário – uma celebração mensal da vida da criança. Carolina Wischhoff é uma das que quis comemorar.

Porém, após o nascimento do filho, ela estava tão cansada que só conseguiu investir o primeiro mês no jogo. Senti falta de um produto que seja prático e com o qual a mãe possa tirar a foto em casa, conta a empresária. Ela projetou o tapete de aniversário onde você pode tirar fotos de crianças ao longo dos meses.

Conheça 10 negócios inspirados nos dias das mães

A matéria foi a primeira do Zero a Oito, e-commerce de produtos infantis que entrou em operação no início de 2019. A namorada Maria Emília Abreu, que também é mãe, é sócia do negócio.

Casulo de Anjo

A mãe de primeira viagem Roberta Pitta teve muitas dúvidas quando seu filho Miguel nasceu no final de 2014. Na hora de dormir, ela colocou o bebê em um saco de dormir que havia comprado nos Estados Unidos e fez o dote. No entanto, encontrar o item no Brasil não foi fácil.

Conheça 10 negócios inspirados nos dias das mães

A maternidade a inspirou a fundar a Casulo de Anjo, marca de sacos de dormir para bebês, que faturou R$ 1,5 milhão somente em 2021. Uma das dificuldades dos empresários foi ter que explicar como o produto funcionava. O saco de dormir não é como um macacão ou pijama. É usado sobre a roupa como se fosse um cobertor ou cobertor para puxar. Não tem mangas para a criança não esquentar demais, diz o empresário.

A estratégia foi ir a feiras de maternidade para apresentar o produto. Lá, lembra Pitta, as crianças experimentaram e se sentiram à vontade.

Conheça 10 negócios inspirados nos dias das mães

Jornada Mima

Paula Cunha e Luciana Melhorim são amigas desde a faculdade e nunca se separaram. Quando Cunha teve uma ideia de negócio, chamou Melhorim – que também é madrinha de seu primeiro filho – para fazer algo com ela.

E a oportunidade estava justamente no mercado infantil, com a ideia de oferecer alimentos mais saudáveis ​​para a primeira infância (até os seis anos). Juntos, eles fundaram a Jornada Mima, uma startup que oferece planos de refeições por assinatura para crianças. A motivação veio da experiência pessoal de Cunha.

Conheça 10 negócios inspirados nos dias das mães

Depois de ter dois filhos, mergulhei nesse mundo da primeira infância e percebi que era um mercado muito carente quando o assunto era alimentação saudável, diz ela. Em janeiro de 2021, ela conversou com a amiga sobre o assunto – que também parecia uma oportunidade. A Melhorim, já querendo embarcar, aceitou embarcar no empreendimento.

 

Veja mais artigos como esse:

You May Also Like