Cozinhar com gás ou eletricidade? Qual dos 2 sai mais barato?

O que é mais barato, cozinhar com gás ou eletricidade?
Especialistas dizem que preparar alimentos com eletrodomésticos economiza principalmente dinheiro.

Como se os preços dos alimentos estivessem disparando – em abril o IPCA-15 cumulativamente colocou Aumento em 12 meses é de 12,85% – o aumento dos preços do gás e da energia fez com que os brasileiros perdessem o parâmetro de como é mais barato preparar os alimentos: no fogão ou com aparelhos como panelas de arroz e pressão elétrica ou a popular air fryer .

Anuncios

Cozinhar com gás ou eletricidade

Com a oscilação do preço do gás de botijão 32,45%, gás de torneira 35,10% e eletricidade 30,16% em 12 meses, os especialistas em eficiência energética convidados pela GLOBO para realizar esta análise concluíram que muitas vezes o uso de eletricidade pode ser mais barato que um fogão tradicional, seja para cozinhar arroz simples ou mesmo pão de queijo.

Para cozinhar bifes ou batatas fritas, no entanto, ainda vale a pena, não a boa e velha frigideira para usar. E o aumento de 19% no uso de gás em média anunciado na sexta-feira pode tornar o uso de aparelhos elétricos ainda mais benéfico.

Cozinhar com gás ou eletricidade

O que encontrei nesses cálculos é quando se compara a cozinhar no forno , o elétrico no final mais eficiente. Embora menor, normalmente concentra mais calor em menos espaço.

Anuncios

Se compararmos a chama do fogão com esses eletrodomésticos, a diferença é muito pequena, diz Paula Borges, pesquisadora do Programa de Planejamento Energético da Coppe/UFRJ.

A pesquisadora destaca ainda que os eletrodomésticos que usam mais energia consome menos tempo de cozimento e oferece mais economia.

Cozinhar com gás ou eletricidade

Para panelas, fornos e fritadeiras elétricas, como fazer pipoca no micro-ondas: o tempo depende da potência do eletrodoméstico.

Os cálculos também mostram que o gás de botijão é mais econômico que o gás de torneira. Mas especialistas acreditam que o uso correto dos equipamentos e os hábitos culinários de cada família podem fazer a diferença na conta.

Rodolfo Gomes, diretor executivo da International Energy Initiative (IEI) Brasil, ressalta que algumas táticas podem reduza o uso de gás:

Cozinhar com gás ou eletricidade

Por exemplo, se for um alimento que usa água fervente quando começa a cozinhar, você pode mudar para fogo baixo, que usa menos gás porque o das Cooking é mantido.
Surpresa no banho
Outro bom hábito é tampar as panelas para reter o calor, aconselha Paulo Cunha, consultor da FGV Energia. Ele acredita que, embora os cálculos mostrem que cozinhar na air fryer é mais econômico do que no forno a gás, se algumas práticas forem seguidas, o resultado pode ser diferente:

Cozinhar com gás ou eletricidade

O forno permite cozinhar mais de uma receita ao mesmo tempo e você ainda pode usar o calor para cozinhar sequencialmente, reduzindo o consumo de gás, e usar o calor do forno para manter os alimentos aquecidos quando desligados. Nada disso importa.

Para quem está pensando em comprar um produto que vai ajudar a economizar na mensalidade, Gomes do IEI Brasil aconselha investir em uma boa panela de pressão, seja elétrica ou convencional.

Cozinhar com gás ou eletricidade

Para ele, o principal benefício é o cozimento mais rápido, que economiza energia ou gás, dependendo da escolha do consumidor.

Um resultado da pesquisa que pode surpreender é o fato de o chuveiro a gás acabar ser mais caro que o elétrico.

Cozinhar com gás ou eletricidade

Mudar para um chuveiro eletrônico, por exemplo, pode significar uma economia ainda maior, afirma Marco Souto, Gerente de Operações da Max Eficiência Energética.

 

Veja mais artigos como esse:

You May Also Like