Dupla isenção Legislação garante bônus de isenção de R$1.903,98 por mês

Aposentados e aposentados do INSS têm dupla isenção
Legislação garante bônus de isenção de R$1.903,98 por mês, totalizando R$24.751,74 por ano

Aposentados e aposentados com mais de 65 anos têm limite de isenção de imposto de renda maior pelo benefício pago pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Porque o legislativo garante um bônus de licença de R$ 1.903,98 por mês, ou seja, um total de R$ 24.751,74 por ano. Este benefício torna-se uma dupla isenção se os rendimentos ultrapassarem este valor.

Anuncios

Onde se aplica os benefícios?

O mesmo benefício aplica-se aos transferidos para a reserva onerosa ou ao referido Richard Domingos, administrador da Confirm. Procurado, o INSS não comunicou quantos aposentados e aposentados têm direito à isenção do IR.

O professor de contabilidade tributária do Ibmec-RJ, Paulo Henrique Pêgas, explica que a parcela do IR na Renda o imposto incluído para aposentados maiores de 65 anos isentos de IR mensal chega a R$ 3.807,96, o dobro do valor de R$ 1.903,98. O que sobrar após a dedução do bônus é considerado lucro tributável.

Valor já está descrito na declaração de rendimentos da empresa

O contribuinte recebe a declaração de rendimentos com a redução da parcela isenta de R$ 24.751,74. Ele inscreve o restante na tabela progressiva de rendimentos tributáveis, na linha de rendimentos tributáveis ​​— explica.
Na declaração, o valor já está descrito na declaração de rendimentos da empresa, se a pessoa ainda estiver trabalhando, da Receita Federal Instituto do Seguro Social (INSS) ou previdência estadual e municipal, além de regime de previdência complementar (fundo de pensão).

Anuncios

Se o contribuinte receber outros rendimentos tributáveis ​​superiores a R$ 1.903,98 por mês, como aluguel , ou bens próprios cujo Valor Adicionado ultrapasse R$ 300.000, por exemplo, devem ser declarados e tais valores estão sujeitos à tributação

Empregados devem declarar seus benefícios junto ao INSS

Aposentados que permanecem empregados devem declarar seus benefícios junto ao INSS e seus salários separadamente. Cada um na caixa que corresponde ao que consta no INSS e na declaração de rendimentos da empresa.
O contribuinte aposentado no ano passado deve ficar atento se recebeu atrasos e, posteriormente, possivelmente reteve um desconto maior no imposto de renda. O ajuste para determinar o valor do imposto devido no ano deve ser feito na declaração anual.

— Caso o pensionista tenha duas fontes de renda, duas pensões, ou uma pensão e um salário, a parcela do pensão paga não será mais tributada. Mas a diferença (com a soma da pensão e do salário) tem que ser tributada — explica Pêgas.

Um fato importante: é preciso ficar atento aos gastos com saúde para evitar malhas finas. A orientação é guardar os recibos e sempre pedir nota fiscal aos serviços de saúde, inclusive médicos particulares.

 

Vale a pena contar com o reembolso?

Se o aposentado tiver mais de 65 anos e receber até R$ 1.903,98 mensais, ele pode reivindicar a renda como Declara isentos de impostos ou isentos de impostos se tais rendimentos forem de uma anuidade, regime de previdência estatal (por exemplo, INSS) ou regime de previdência privada. Se você receber mais do que esse valor, o valor excedente deve ser adicionado ao lucro tributável.
Quais são os rendimentos isentos de impostos?
Os rendimentos de aposentadoria isentos de impostos para contribuintes com 65 anos ou mais são de até R$ 24.751,14. Do valor total mensal recebido, apenas a parcela de R$ 1.903,98 por mês é considerada isenta.

O benefício refere-se exclusivamente aos benefícios de velhice e pensão pagos pela Previdência Social ou instituição de previdência privada. Qualquer excesso de renda (aluguel, trabalho autônomo, etc.) deve ser incluído na declaração de renda tributável. Adicionar um dependente como dependente não altera o tipo de rendimento ou o limite de isenção. O contribuinte, neste caso, deve incluir todos os rendimentos tributáveis ​​sujeitos à correção anual de dependentes, bem como os rendimentos isentos de impostos sujeitos aos limites, bem como indicar os bens e direitos.

Dupla isenção
Dupla isenção
FONTE GOOGLE

O que são os erros mais comuns nos retornos dos pensionistas?

Aposentados que recebem uma anuidade de mais de uma fonte pagadora geralmente declaram todos os rendimentos como isentos de impostos.

O que muda se o pensionista continuar trabalhando?
O valor do salário recebido deve sempre ser considerado como rendimento tributável. O vencimento da fonte pagadora em que continua a trabalhar deve ser indicado no formulário Rendimentos tributáveis ​​da pessoa colectiva e os restantes formulários e declarações têm normalmente de ser preenchidos com os dados do contribuinte.

Ter pensionistas Reembolsos prioritários recebidos nas últimas semanas?
Os contribuintes aposentados com mais de 60 anos têm prioridade no reembolso de IR. No entanto, quem entregar antes receberá o reembolso mais cedo.

 

Veja mais artigos como esse:

You May Also Like