Empresas de ônibus dizem que pode faltar ônibus. entenda!

Empresas de ônibus dizem que pode faltar ônibus devido ao aumento do diesel

Sindicatos das empresas de ônibus presentes em dez municípios da Baixada Fluminense e em Niterói, São Gonçalo, Itaboraí, Maricá e Tanguá (Setrerj, Setransduc e Transônibus) dizem que a região metropolitana do Rio enfrenta escassez de transporte coletivo coletivo.

Anuncios

Sindicatos criticam a modernização do diesel, dizendo que forçará as empresas a fazer cortes nas operações e na frota circulante para ajustar a capacidade financeira, d. H. O racionamento de combustível e a priorização de rotas e rotas de ônibus nos horários de pico podem ser decididos.

Mensagem veio dos sindicatos

Em uma declaração dos sindicatos de ônibus também indicam que sem uma ação urgente e efetiva, as empresas de transporte não terão escolha a não ser parte da frota para estacionar em garagens. O motivo seria evitar uma seca na frota circulante. A mensagem também informa que os efeitos da troca do diesel não foram compensados ​​por reajustes tarifários ou subsídios das prefeituras ou do governo estadual.

A secretaria estadual de trânsito explica que está acompanhando as discussões sobre o tema e os efeitos na população, e que está em diálogo com Detroit-RJ para garantir que não haja diminuição do serviço de ônibus nas comunidades do estado.

Anuncios

O que a detro declarou sobre o assunto?

Em nota, o Detro-RJ diz que assumirá o papel de regulador das empresas de ônibus e emitirá multas caso seja constatada alguma infração. O município acompanha o impacto que o aumento do consumo de combustível tem causado no setor. Pensando nisso, em março, Detroit-RJ concedeu reajuste de cerca de 10% nas passagens de ônibus. Nesta ocasião, o governo do estado tentou mitigar o impacto na população, mas está aberto a negociações, diz a autoridade.

Desde 1º de março, ônibus na região metropolitana do Rio estão sujeitos ao aumento de 10%. na tarifa aprovada Conjunto do Detro (Secretaria de Trânsito do Rio de Janeiro). O aumento foi publicado em portaria e permite reajuste tarifário em 10% para a região metropolitana, 6,01% para transporte extra-urbano e 4,18% para transporte extra-urbano.

Empresas de ônibus dizem
Empresas de ônibus dizem
fonte google

O que atribui essa decisão?

A decisão atribui o reajuste ao aumento de insumos que afetam a prestação do serviço, ao aumento do consumo de combustível, às demissões de aproximadamente 15 mil rodoviários e ao fato de não haver reajuste desde 2019.

No início de abril, o ônibus intermunicipais entraram em greve na Baixada Fluminense. Segundo o Sindicato dos Rodoviários de Nova Iguaçu, que também inclui profissionais de Belford Roxo, São João de Meriti, Nilópolis, Mesquita, Queimados e Japeri, a categoria pedia reajuste salarial de 11,7% e aumento do valor da cesta básica .

 

Veja mais artigos como esse:

You May Also Like