Mercedes-Benz confirma venda do carro mais caro do mundo por R$ 700 milhões

Mercedes-Benz confirma venda do carro mais caro do mundo por R$ 700 milhões

Na semana passada, sites estrangeiros afirmaram que a Mercedes-Benz havia vendido um de seus raríssimos 300 cupês SLR Uhlenhaut em leilão secreto por um valor entre 130 e 135 milhões de euros. Isso o tornaria o carro mais caro do mundo. O fabricante alemão não confirmou nem negou os rumores na época.

Anuncios

Bem. Nesta quinta-feira (19), a Mercedes não só confirmou que a venda ocorreu, como também forneceu detalhes da transação e o destino do dinheiro. Construído em 1955, o cupê foi vendido por 135 milhões de euros, pouco mais de R$ 700 milhões com uma simples conversão. A identidade do novo proprietário não foi divulgada. A marca apenas disse que era um colecionador particular.

Fundo Mercedes-Benz.

A fortuna arrecadada com o supercarro será usada para iniciar um programa de doações chamado Fundo Mercedes-Benz.
A decisão de vender um desses dois carros esportivos exclusivos foi feito com muito cuidado – por uma boa causa. Os lucros do leilão financiarão um programa mundial de bolsas de estudo, disse Ola Källenius, CEO do Grupo Mercedes-Benz.

Dividido em duas categorias (escola e universidade), o Fundo Mercedes-Benz visa incentivar os alunos a realizar pesquisas e projetos ambientais em sua região. O fabricante também disse que investirá mais dinheiro no programa, além da receita das vendas do 300 SLR.

Anuncios

Carro mais caro da história

O programa está sendo desenvolvido e gerenciado em conjunto com um parceiro não divulgado.
O comprador privado concordou que o 300 SLR Uhlenhaut Coupé permaneça aberto ao público em ocasiões especiais, enquanto o segundo 300 SLR Coupé original permanece propriedade da empresa e continua a ser exibido no Museu Mercedes-Benz em Stuttgart, disse Marcus Breitschwerdt, chefe de Mercedes Benz Heritage

Com a venda, o esportivo alemão substitui o Ferrari 250 GTO de 1963 que foi vendido em 2018 por US$ 70 milhões (R$ 359,1 milhões).
O 300 SLR Uhlenhaut Coupé é um derivado com carroceria coupé e teto rígido do 300 SLR que dominou as pistas no início dos anos 1950. já era um desenvolvimento do 300 SL, que deu origem ao nome Silver Arrows para carros de corrida da Mercedes-Benz.

Mercedes-Benz confirma venda
Mercedes-Benz confirma venda
FONTE GOOGLE

Capota rígida para competir

Com o sucesso do 300 SLR nas pistas em 1955, a Mercedes decidiu desenvolver uma variante de capota rígida para competir em outras competições no ano seguinte. Duas unidades chegaram a ser construídas pela empresa.

Até um acidente envolvendo o modelo nas 24 Horas de Le Mans em 1955 ceifou mais de 80 vidas, incluindo o francês Pierre Levegh, piloto do 300 SLR.
Após o trágico evento, a Mercedes-Benz retirou-se do automobilismo até meados da década de 1980. Os dois cupês 300 SLR construídos na época nunca participaram de uma corrida. O apelido Uhlenhaut Coupé foi dado porque um dos carros acabou sendo utilizado pelo chefe do departamento de testes da Mercedes, Rudolf Uhlenhaut.

Fabricado com chassi tubular de aço, carroceria em alumínio e motor 3.0 de oito cilindros em linha e com 310 hp o carro esportivo foi um dos carros mais rápidos de seu tempo – atingiu 290 km/h.

 

Veja mais artigos como esse sobre Mercedes-Benz confirma venda:

You May Also Like